Cabelo de Serpente

Canoa

Desci o rio nas correntes temperadas
Eu sou barquinha, sou canoa, sou jangada
Vou navegando nos encantos de opara,
Opara, opara

Ê canoa-a-a
Ê canoa, canoa, canoa

Sou massangano no encontro dessas águas
Sou ribeirinho do angari sou nego d'água
Vou desvendando os misterios de opara,
Opara, opara

Ê canoa-a-a
Ê canoa, canoa, canoa

Desci o rio nas correntes temperadas
Eu sou barquinha, sou canoa, sou jangada
Sou massangano e lavo os pés na minha opara,
Opara, opara

Ê canoa-a-a
Ê canoa, canoa, canoa

Play