Cabeçativa

Menino Do Farol

Menino Do Farol
by Henrique Outeiro

O menino do farol não pediu para nascer
Mas pede um Real para sobreviver
O menino do farol não pediu para nascer
Mas pede um Real para poder comer

Com a barriga vazia não consegue pensar
E com o bucho cheio começa a raciocinar
Um esquema aqui, uma fita lá
Assim tem que agir para poder ganhar
Escola nem pensar, ele quer empinar pipa
Ele quer é jogar bola, quer falar na gíria
E com sua mãe ele vai lá para o farol
Pedir alguns trocados debaixo daquele sol

O menino do farol não pediu para nascer
Mas pede um Real para sobreviver
O menino do farol não pediu para nascer
Mas pede um Real para poder comer

Sua mãe batalhadora não pode mais trabalhar
Dona Maria está doente e é analfabeta
Cada vez está mais fechado, desemprego aumentando
A situação é séria, o povo está se humilhando
E com sua mãe, mais uma vez vai para o farol
Pedir alguns trocados debaixo daquele sol

O menino do farol não pediu para nascer
Mas pede um Real para sobreviver
O menino do farol não pediu para nascer
Mas pede um Real para poder comer

Seu pai não conheceu, não tem em quem se espelhar
Mas vai vivendo a vida, o que vai ser será
Se apega a um sonho e se esquiva da maldade
Parece um filme triste mas é a pura realidade
E com sua mãe, mais uma vez vai para o farol
Pedir alguns trocados debaixo daquele sol

O menino do farol não pediu para nascer
Mas pede um Real para sobreviver
O menino do farol não pediu para nascer
Mas pede um Real para poder comer

Play