Bezerra da Silva

Vivo Que Nem Papel

A felicidade que eu tinha foi embora
E a saudade
No meu peito ainda mora

Por causa dela me tornei um sofredor
Meu deus do céu
Meu destino é cruel
Eu vivo que nem papel
Onde o vento vai eu vou

Play