Bezerra da Silva

Malandro Moderno

Malandro moderno, colarinho branco, só usa bons ternos, não liga p'ro azar.

Dólar na Suíça, mansão beira-mar , seu nome é corrupção, p'ra quê trabalhar?

Quem te viu, quem te vê, malandragem, não consegue acreditar, não consegue acreditar.

Sindicalista de outrora, desfruta belas senhoras uma em cada lugar.

Mas tenho certeza que você é bem feliz porque conseguiu na vida tudo aquilo que sonhou, que sonhou.

Roubou o dinheiro do povo e vive na tranqüilidade sua sorte é que você vive no País da impunidade.

Quem te viu, quem te vê, malandragem não consegue acreditar, não consegue acreditar.

Sindicalista de outrora desfruta belas senhoras uma em cada lugar.

Play