Bezerra da Silva

Iolanda

O Iolanda eu te amei
foste pra mim tão cruel
passei tanto tormentos por ti mulher
foste me tão infiel
quero te ver na rua com saco nas costa
catando papel (Bis)

Lá no meu morro do galo
tem uma vista bacana

a gente ve a barra da tijuca,leblon
ipanema e copacabana
canto samba de verdade
sou um partideiro nato
sou andré correa do morro do macaco

O Iolanda eu te amei
foste pra mim tão cruel
passei tanto tormentos por ti mulher
foste me tão infiel
quero te ver na rua com saco nas costa
catando papel (Bis)

Jogo baralho de ronda
por que gosto de jogar
também brigo na mão bonitinho malandro
quando é preciso brigar
Eu sou babao do salgueiro
um bom partideiro é o povo que diz
meu negócio é cantar samba
no meio de bamba sou muito feliz

O Iolanda eu te amei
foste pra mim tão cruel
passei tanto tormentos por ti mulher
foste me tão infiel
quero te ver na rua com saco nas costa
catando papel (Bis)

Lá no meu morro do galo,só não sobe quem não quer
sobe até motocicleta,dirigida pro mulher
eu sou sérgio fernandes
minha origem não posso esconder
meu umbigo está enterrado lá no cantagalo e falo com prazer

O Iolanda eu te amei
foste pra mim tão cruel
passei tanto tormentos por ti mulher
foste me tão infiel

quero te ver na rua com saco nas costa
catando papel (Bis)

Play