Bezerra da Silva

Defunto Morto Não Fala

Deu zebra sim malandragem, deu zebra sim
No velório do Zé Cavoeiro
Um grande tumulto começou assim
Diga lá, diga lá
-Deu zebra sim malandragem, deu zebra sim
No velório do Zé Cavoeiro
Um grande tumulto começou assim
Olha ai apertaram o nariz do defunto
Saiu um pó branco e ninguêm entedeu
O doutor delegado que estava presente
Quiz saber como foi que o defunto morreu
O defunto fechou logo a cara
E a malandragem tambêm se ligou
A viúva assim respondeu
"É melhor perguntar ao defunto, doutor"

Diga lá....
-Deu zebra sim malandragem, deu zebra sim
No velório do Zé Cavoeiro
Um grande tumulto começou assim
Sujou, sujou
-Deu zebra sim malandragem, deu zebra sim
No velório do Zé Cavoeiro
Um grande tumulto começou assim

Defunto morto não fala
O doutor delegado entrou logo em ação
Gritando com o grupo "O presunto tá preso,
em nome da lei para averiguação"
Algemou o cadáver na hora
E jogou na caçapa de um rabecão
Levando o presunto pro I.M.L
E a rapaziada gritava o refrão..

Diga lá....
-Deu zebra sim malandragem, deu zebra sim
No velório do Zé Cavoeiro
Um grande tumulto começou assim
Sujou, sujou
-Deu zebra sim malandragem, deu zebra sim
No velório do Zé Cavoeiro
Um grande tumulto começou assim

Enquanto o defunto era autopsiado
A alma do bicho lá no ceu chegou
Mas São Pedro quiz saber do pó
Tambêm dando uma de investigador
Foi ai que pintou o capeta
Dizendo "Malando ele é o meu convidado,
o pó que ele trouxe eu faço a cabeça,
por isso São Pedro trate de arrega-lo"
-o pó que ele trouxe eu faço a cabeça,
por isso São Pedro trate de arrega-lo

Ai limpou...
-Deu zebra sim malandragem, deu zebra sim
No velório do Zé Cavoeiro
Um grande tumulto começou assim
Ai sujou...
-Deu zebra sim malandragem, deu zebra sim
No velório do Zé Cavoeiro
Um grande tumulto começou assim

Play