Beth Guzzo

Carregado De Amor

Ele chegou na boca da madrugada
Passou a noite na estrada guiando seu coração
Parou, gritou, buzinou, a saudade dele é tamanha
E quando a gente se assanha
Ele vai viajar

Então eu corro abro a porta quase semi nua
A roupa transparente ali mesmo na rua
E penduro nele e espanto a solidão

Então de uma vez a gente entra na boleia,
é um velho costume é uma nova idéia
A gente faz amor no caminhão

Ele partiu, e eu fiquei chorando
Sorrindo e acenando no seu retrovisor

Ele gritou, buzinou, acenou, dizendo adeus com a mão
levando o seu caminhão carregado de amor

Play