Belmonte e Amaraí

O Carro de Boi

Lá vai meu carro de Boi
Pela estrada do sertão
Vai levantando poeira (bis)
Poeira do chão

E a saudade da morena
Faz doer o coração
Desses velhos poetas
Que versam esse sertão
E em noite luaneira
Deixe meu sorrir te escantar
Eu te abraço, e até choro
Vem saudade me levar
E em noite luaneira
Deixo meu sorrir te encantar
Eu te abraço e até choro
Vem morte me levar.

Play