Belmonte e Amaraí

Ave Sem Ninho

Não importa tua vida passada
Não importa tua vida presente
Se por ti eu dava minh'alma
Desafiava a vida e a morte
Mas talvez ao jogar com a sorte
Me disseste adeus , adeus para sempre

Terminaste este amor em pedaços
Dando a outro teus beijos querida
E se queres voltar aos meus braços
Eu te desprezo por toda a vida

Se outra vez quando o tempo passar
Frente a frente nos pôr o destino
Passaremos sem cumprimentar-nos
Como dois que não são conhecidos

Quando tantos e tantos te amaram
Num salão tu cruzas-te comigo
O que fazer no mundo sem nada
E te chamam de ave sem ninho
Tu tiveste milhões de carinho
E este carinho por ti se acabou

Play