Banda Vanera

Um Vistaço na Tropa

BOTEI UM VISTAÇO NA TROPA EM REPONTE
BOMBEEI O HORIZONTE DE UM VERSO CAMPEIRO
O GADO TRANQUEANDO O RIO GRANDE NO PASSO
NO PASSO, COMPASSO DO GATEADO VENHO

A MANGA DE CHUVA, PONTEOU NA DIVISA,
SILHUETA DE UM PONCHO SE ABRIU SOBRE AS ANCAS
E LÁ COMO EU UMA GARÇA SOLITA,
FIGURA NO CÉU UMA CRUZ DE ASAS BRANCAS

EU TRAGO UMA PÁTRIA NO PAR DAS ESPORAS
TEMPLADA DE ESTRELAS COLHIDAS NO SUL
E OUTRA RANGINDO POR SOBRE A CARONA
FIRMANDO O SUSTENTO, DE UM BOM PAYSANDU

POR LÉGUAS DE ESTRADA NO APOIO DO GADO
O TEMO BEM SABE QUE EU TENHO FRONTEIRA
E OS VENTOS GUAPEIAM NO MEU CAMPO-MAR
GALPÃO QUE MEU PONCHO SEM COR DE BANDEIRA

ATÉ A ESTAMPA ENCARDIDA DA TARDE
GANHOU OLHOS DE MAIO E SISMOU A EMPESSAR
POIS SE AGRANDA A VVONTADE DE PASTO PRA TROPA
DE MATE, CAMBONA E DESENCILHAR

AVISTO A ESTÊNCIA NAS LÉGUAS QUE FALTAM
IMAGINO UM ANJICO CAMPEANDO NAS BRASAS
FOGUEANDO A SAUDADE COM A PAZ DO GALPÃO
E A ALMA DA GENTE SE SENTE NAS CASAS..

EU TRAGO UMA PÁTRIA....

Play