Ataíde e Alexandre

Todas as Noites

Sempre vem me ver, diz que vai me amar
E não vai poder demorar
Põe a sua mão em meu coração
E me faz num sonho voar

Só nós dois e minutos pra sonhar
Escondidos nos desejos da paixão
Toda vez que eu te peço pra ficar
Mas o relógio na parede
Diz que é hora de voltar

Quando vai ser, quando será
Que você vem sem me deixar
Amanhecer no meu cobertor
Todas as noites de amor

Nesse vai e vem,
Você não me tem
E eu sempre a te esperar
Talvez amanhã ou daqui um mês
Eu volte a te encontrar

Play