Ataíde e Alexandre

O Seu Retrato

Arrumando as coisas em meu quarto fiquei muito triste
Revirando os meus velhos papéis o que foi que achei
Sua foto amarela esquecida estava jogada
Num instante me vi na saudade e depressa peguei
O passado já quase esquecido retornou no quarto
E o retrato mostrou-me o seu rosto quanto eu chorei

Alucinações de amor às recordações de alguém
Velhas lembranças, que o tempo levou, mas não destruiu
Se eu soubesse amor que hoje encontraria
Teria queimado este seu retrato quando você partiu

Eu pensava que já não lembrava nossa desventura
Que estivesse curado de tudo, quanto já sofri
Eu pensava que já não pensava em nosso romance
Que você fosse apenas um caso dos que já vivi
Mas agora revendo o seu rosto sei que me enganei
Você é o resumo de tudo que sonhei pra mim

Play