Ataíde e Alexandre

Mulher boa era a Maria

Mulher boa era a Maria
Eu queria ela e ela me queria
Pinga boa era a do Fermino
Uma dose só e já "tava" tinindo
Comida boa a vizinha fazia
Eu comia ela todo o dia

To perto de vinte mil cabeças de gado
E nem to ligando
Dirijo carro importado e nem por isso
To me gabando
O carro é do meu patrão
E a pé que eu vivo caminhando
O gado é do meu vizinho
Aqui do meu rancho eu fico contando

Notícia sobre dinheiro
É coisa que todo mundo escuta
Tem prejuízo na bolsa
Isso é coisa que me assusta
Qualquer crise no mercado
Me apavora e me preocupa
Pra não pagar meu salário
O patrão inventa sempre desculpa

Play