Ataíde e Alexandre

Férias Conjugais

Eu sinto que o amor que a gente faz
Já não é mais como era antes
Eu sinto muito ter que admitir
Que já não somos tão amantes

Você já não me pede que eu invente
Um carinho diferente
Já não arranha mais as minhas costas
Nem me marca de paixão

A gente já não rola no tapete
Não brinca mais de banho de champanhe
Agora quando a gente faz amor
É só papai mamãe

Que foi que aconteceu
Cadê nosso desejo
A sede do meu corpo
No brilho dos seus olhos
Faz tempo que eu não vejo

Cadê aquele amor
De taras tão vibrantes
Meu coração aberto
Te vê aqui tão perto
Te sente tão distante

A gente bem podia dar um jeito
De tentar virar o jogo
Fazer alguma coisa por nós dois
Reacender o velho fogo

Talvez ficar um tempo sem se ver
Pra fazer uma saudade
Quem sabe a paixão não se renova
Nessas férias conjugais

Que foi que aconteceu
Cadê nosso desejo
A sede do meu corpo
No brilho dos seus olhos
Faz tempo que eu não vejo

Cadê aquele amor
De taras tão vibrantes
Meu coração aberto
Te vê aqui tão perto
Te sente tão distante

Que foi que aconteceu
Cadê nosso desejo
A sede do meu corpo
No brilho dos seus olhos
Faz tempo que eu não vejo

Cadê aquele amor
De taras tão vibrantes
Meu coração aberto
Te vê aqui tão perto
Te sente tão distante

Play