Ataíde e Alexandre

A Flor da Vida

Feito uma ave, já voei pra todo lado

Procurando, alucinado, um colinho pra deitar

Sinceramente, toda vez que encontrava

Por uns tempos me deitava

Já pensando em voar

Mas, de repente, vi você na minha frente

Não se abriu de uma vez

Muito acanhada, com o seu jeitinho manso

Encontrei o meu descanso,

Veja o que você me fez

Por entre as folhas,

Encontrei o meu destino

A flor da vida, que eu queria, eu achei

Voei! Voei! voei!

De repente, no seu colo

Descansando eu balancei

Por entre as flores, encontrei o seu perfume

Um colorido que jamais imaginei

Voei! Voei! voei!

De repente, no seu colo,

Balançando, descansei!

Play