Ataíde e Alexandre

A Bebida Não Cura

Quem vai embora é que não tá nem aí
Quem fica chora
E só tem magoa pra curtir
O lado fraco é quem ficou na solidão
A dor invade pouco a pouco o coração
Não tem mais jeito, não tem saída
A gente grita por socorro na bebida

A bebida não cura, mais a gente toma
A distância é dura, quando a gente ama
A saudade é danada, uma faca afiada
Pronta pra cortar
A bebida não cura, mais a gente toma
A distância é dura, quando a gente ama
Quem judia esquece, quem apanha, padece
E chora por amar.

Play