Ana Elisa e Mariana

Chiclete

Onde você for, tô indo
Onde você dormir, tô dormindo
Sou chiclete eu assumo e não mudo
Por você eu vou até o fim do mundo
Onde você for, tô indo
Onde você dormir, tô dormindo
Até você reconhecer e me dar valor
E entender que eu sou seu verdadeiro amor

Quem é que entende porque alguém
Cisma com um outro e não quer mais ninguém
Passa até por chato porque fica grudado
Não dá sossego porque tá amarrado

De repente pode até rolar um clima de stress
A raiva é o começo de um amor escondido
O que te incomoda hoje vai virar paixão
Por isso não desisto e grudo no seu pé

Play