Amigos do Samba

Na Madrugada

Eu sei, que pra vocês eu posso contar
Abrir meu coração
Sem que ninguém vá me criticar
Outra decepção, mais um falso querer
Coração não agüenta mais sofrer
Coração não agüenta mais...

Será, que você não dá sorte no amor?
Ou já acostumou a viver degustando essa dor?
Uma taça sem vinho, um amor sem carinho

É na madrugada
Depois que eu converso com Deus
É na madrugada
Que eu choro lembrando do adeus
É na madugada
Que a dor é mais forte do que eu (que eu, que eu, que eu)

Mas na madrugada
Também tem remédio pra dor
Vem da madrugada
A inspiração de compor
É na madrugada
Que um homem perdoa seu grande amor

Play