Amado e Antônio

Casal Feliz

Vida de casado é uma jardineira
São dois pés de cravo apalpa a roseira
Marido bonito e a mulher faceira
Ela quer dinheiro ele abre a carteira
Não sente saudade da vida solteira
Abraços e beijos a semana inteira

Pra ir numa festa fica regateira
Poe vestido novo seda de primeira
Montado a cavalo levantando poeira
Marido na frente ela na rabeira
Ela tem ciúme até das cozinheiras
E prende o marido que nem potro na coxeira

Passa nove meses vem a trabalheira
É um corre corre atrás da parteira
Ele quer um herdeiro ela quer uma herdeira
Vão levando a vida nessa brincadeira
Ele vem da roça e não sente canseira
Ajudando a esposa faz a mamadeira

Quando fica velho acaba a ciumeira
Pois velho não gosta mais de pagodeira
Não sai mais de casa nem pra ir na feira
No dia que chove não quer barulheira
Pois velho cochila na sua cadeira
Escutando o som da lata embaixo da porteira

Play