Amado e Antônio

A Mandioca

Quem não tem carro
Pois pode comprar uma frota
Porque o álcool da mandioca
Vai aumentá a gasolina

Minha charanga não anda mais na banguela
Se acabá o petróleo dela eu ponho mandioca nela
Eu ponho mandioca nela Antonio
(- Mandioca nela Amado
- Mandioca nela Antonio
- Mandioca nela Antonio)

A mandioca que muito valor já tinha
Pra porvilho e farinha e também para coxinha
Minha fazenda lá perto de Pedra Bela
Preparei a terra dela e vô plantá mandioca nela
Eu planto mandioca nela Antonio
(- Mandioca nela Amado
- Mandioca nela Antonio
- A terra é boa?
- É boa
- Então, mandioca nela)

Tem muita gente me chamando de boboca
Me diga que tu não gosta de uma mandioca com frango
Se acabá a gasolina eu não me zango
Eu espremo a mandioca no tangue do meu carango
(- Eu toco mandioca nele Antonio
- Mandioca nele Amado
- Mandioca nele Antonio
- Será que ele pega?
- Se pega!
- Então, mandioca nele)

A mandioca vai sê uma planta de luxo
Pra enchê o nosso bucho e também para o motor
A mandioca agora ficou grã-fina
Gasolina de mandioca, mandioca de gasolina
Gasolina de mandioca, mandioca de gasolina
Gasolina de mandioca, mandioca de gasolina

Play