Alexandre e Adriano

Vida Sertaneja

Pego minha bota o chapéu
não esqueço meu cinturão
agosto ja me espera pra
mais uma festa de peão
Jaguariúna, Americana eu
topo qualquer parada
bebendo com os amigos e
beijando mulherada
quando chegar no rodeio
não quero saber mais de nada

A minha comitiva traiada me
chama na arena
no passo do cowboy o chão
treme essa cidade é pequena
a minha caminhonete turbinada
de cerveja no laço no abraço
qualquer mulher me beija
no ano que vem tudo de novo
essa vida sertaneja

Convido você pra Barretos
Capital do rodeio, são oito
segundos o tempo certeiro
muitos anos de festa pra
galera pirar aqui o sistema
é bruto levanta poeira
ao som do berrante esqueço
a bebedeira e na quarenta e três
eu quero me acabar

serteneja, essa vida sertaneja
serteneja, essa vida sertaneja

Play