Alecir e Alessandro

Fruto Especial

Gosto quando sua mão,
Vem passear no meu corpo
Atrevida me assanha,
Me atiça me arranha,
Me deixando quase louco
Gosto quando seu olhar,
Quer te ver dentro do meu
Minha pupila dilata,
Num segundo ela relata,
Que o meu amor é seu
Só sei que você faz,
De um jeito assim,
Que alguém jamais, tirou de mim
O puro mel,
Que eu guardei para adoçar o fruto especial
Só sei que você dá, tudo que tem,
Igual a você, não há ninguém
Um alto astral, te amar é um bem que apaga qualquer mal

Play