A Rainha Dos Paredões

Balança Bate

O meu som espanca, balança, bate
Eu não tenho pena de empurrar os graves
Espanca... Balança...
Eu não tenho pena de empurrar os graves

Quando chego com a minha nave abro logo o paredão
O som que espanca, balança e bate
É o som do povão
A nave é nossa, pegada diferente
É o som que tá rolando e a geral pedindo agente

O meu som espanca, balança, bate
Eu não tenho pena de empurrar os graves
Espanca... Balança...
Eu não tenho pena de empurrar os graves.

Play