A Familia

Vejo

Vai lá!
Vejo pessoas periferia aglomeração
Vejo crianças na rua pedindo pão
Vejo a expressão no rosto da multidão
Não vejo mais sinto os batimentos do coração
Eu vejo o idoso o mendigo e o leproso
Deitados debaixo da ponte pedindo
Socorro!
Crime perfeito um dois xeque mate
Vejo a burguesia sem saida pagando resgate
Vejo os monstros que o sistema criou
O descontrole emocional o capitalismo e o computador
Vejo ódio vingança e minha cabeça na lista
Aqui quem fala é o incendiário
Mais preto e realista, aniquilador, destruidor de quem prega o desamor
Não sou Che Guevara mais o sonho não acabou
Mesmo assim no planalto vejo a besta de terno e gravata
Nas ruas, cães de colete a prova de balas
Vejo alienação conspiração e depressão
Homens teleguiados pelo comercial da televisão
Os efeitos da dialética global é muito séria
Não preciso ver jornal nacional pra tirar 10 na matéria
Vejo influência negativa se alastrar
O medo e o mal querendo nos dominar
O livro da vida indica a saída e tem propostas pra mim e pra você se libertar

Vejo, vejo, vejo,eu vejo
Vejo, vejo, vejo,eu vejo
Vejo, vejo, vejo,eu vejo

Vejo menores suspeitos interrogados, favelados, tachados, delinquentes, marginais
Vejo tudo isso e ainda tem mais
Policiais militares, civis e federais
Justiceiros, racistas, intelectuais
Filhos de Judas, inimigos da Paz
Meu povo, minha terra vive a decadência
Trabalhadores calejados na batalha da sobrevivência
Pesquisa! Pesquisa! Ciência não acaba com a fome
Criança de 12 ano de matraca da tiro nos "homi"
Vejo tudo isso, insisto no compromisso
Persisto, continuo, não sendo submisso
Vejo modernidade, acessórios pra maldade
Vejo insanidade, calamidade, falsidade
Vejo impunidade nos quatro cantos da cidade
Demagogia da publicidade
Vejo traficantes, assassinos, masoquistas
Politicos de extrema direita, nazistas
As cores da bandeira: verde, amarelo, azul e branco
Manchadas de sangue, família aos prantos
Vejo que nada mudou, são mais de 500 anos
Vejo oprato vazio e extinção de seres humanos
Canto porque é melhor pra mim e pros meus manos
Aqui o soldado de Rap veste a camisa eu to chegando

Vejo, vejo, vejo,eu vejo
Vejo, vejo, vejo,eu vejo
Vejo, vejo, vejo,eu vejo

Play